Busca no site 
 AGENDA
 
Grupo de Apoio a Enlutados por Suicídio da UFMG
 
Postado em 6/7/2017

Reuniões: todas as segundas-feiras, às 18 horas. Sala 045, Faculdade de Medicina da UFMG (Av. Prof. Alfredo Balena, 190, Belo Horizonte/MG)

Apresentação:
Mesmo que o suicídio seja o ato solitário de um indivíduo, ele não ocorre de forma isolada. Insere-se em um espaço interinstitucional que abrange familiares, amigos, colegas de escola, de trabalho, de grupos religiosos ou de outras associações. Cada morte por suicídio afeta diretamente, em média, de 5 a 10 pessoas. Essas pessoas são chamadas de "sobreviventes", um grupo de enlutados que permanecem na angústia de lidar com inúmeras perguntas não respondidas, tentando juntar um quebra-cabeças onde faltam várias peças. Ao contrário de outras mortes, o suicídio provoca algumas reações emocionais específicas nos que ficam.

Após o choque inicial, surgem sentimentos de vergonha, rejeição, abandono, culpa, raiva, que geralmente costumam vir antes da dor da perda em si, diferenciando essas emoções do luto de quem perde um ente querido por causas naturais ou acidentes. Como o suicídio ainda é um assunto tabu, o que acontece nesses casos é que a vida continua, finge-se que nada aconteceu e essas questões não são tratadas de forma adequada. Temos que conscientizar toda a sociedade que essas pessoas necessitam de cuidados tanto quanto aqueles que se foram e que podem contar com profissionais de saúde para ajudá-las a lidar com esse turbilhão de sentimentos contraditórios e difíceis de lidar.

O projeto do Grupo de Apoio a Enlutados por Suicídio da UFMG, coordenado pelo professor Humberto Correa, e moderado pelas psicólogas Michelle Alves e Vivian Zicker, se propõe a ser um espaço de acolhimento terapêutico para que os sobreviventes tenham a oportunidade de compartilhar suas experiências sob supervisão profissional adequada e, também, oferecer tratamento individual para casos de maior gravidade.

Objetivo: colaborar para a promoção de saúde mental e qualidade de vida desse grupo e da sociedade, impedindo o surgimento de novos transtornos mentais que possam resultar em novos casos de suicídio.

Informações e inscrições: gaesufmg@gmail.com